Regionais terminam com Osasco em terceiro e Carapicuíba sobe de divisão

Regionais terminam com Osasco em terceiro e Carapicuíba sobe de divisão Foto: Ana Luisa Rodrigues/SecomA delegação de Osasco segue como terceira força nos Jogos Regionais, competição que reúne cidades da Grande São Paulo e da Baixada Santista. As disputas em São Bernardo do Campo terminaram nesta sexta-feira (15). O domínio segue com os donos da casa, o Bernô, hexa-campeão e que ficou mais de 60 pontos a frente do vice...

Ciclista de Osasco é vice em prova da Nove de Julho

Ciclista de Osasco é vice em prova da Nove de Julho A 70ª Prova Ciclística 9 de Julho definiu, no último sábado, seus campeões. Na Elite masculina, Joel Prado Júnior, vencedor no ano passado, garantiu o bicampeonato por uma nova equipe, a Green Bike/Piracicaba. ​Ele atuou pela equipe de Osasco na edição do ano passado. Bruno Tabanez, da Osasco Cycling Team/Penks, ficou com o...

Como a bicicleta elétrica está revolucionando o transporte urbano

São muitas as vantagens para quem opta pelo uso de uma bicicleta elétrica. Como estas bikes estão cada vez mais eficientes e práticas, o ciclista conta com um meio de transporte extremamente ágil e versátil.

Não é de hoje que são buscadas alternativas para o transporte urbano. O uso das bicicletas como forma de transporte está crescendo no Brasil, como aponta este artigo, do portal G1. Os gastos com combustível e manutenção, passagens de ônibus, metro e estacionamento, tem posicionado a bike como uma alternativa de modal barato em relação aos demais meios de transporte.

Não apenas pelo aspecto econômico, o uso da bicicleta é vantajoso pelo ganho de tempo em deslocamento, impacto positivo na saúde, sem falar no viés ecológico e pela sustentabilidade do planeta. Quem se desloca de bike nos grandes centros urbanos via de regra conseguem se esquivar dos grandes engarrafamentos, economizando um tempo precioso em relação aos meios de transporte convencionais.

Mas para as pessoas que precisam transitar por regiões de relevo inclinado como Belo Horizonte, por exemplo, ou percorrem grandes distancias e não possuem boa resistência física, as bikes elétricas têm se tornado uma opção cada vez mais acessível e confortável.

As bicicletas elétricas vêm passando por grandes evoluções tecnológicas: baterias de lítio, quadros de alumínio e design inteligente. Estas evoluções são impulsionadas por um mercado cada vez mais aberto para este tipo de bike.

São muitas as vantagens para quem opta pelo uso de uma bicicleta elétrica. Como estas bikes estão cada vez mais eficientes e práticas, o ciclista conta com um meio de transporte extremamente ágil e versátil.

Eficiência

Uma boa bicicleta elétrica conta com uma autonomia entre 25 e 50 quilômetros, variando de acordo com o peso do ciclista, da inclinação da via e da potência utilizada. Esta autonomia é suficiente para percorrer a maioria dos trajetos diários, como de casa para o trabalho, além de idas a shoppings, supermercados e bancos.

Para alcançar esta marca, as bikes contam com uma bateria de lítio, que não vicia, e seu sistema é mais leve e eficaz. Com o tempo de carregamento total de 6 horas, e podendo ser feito com a bateria na garupa ou fora dela, as baterias são práticas, e impulsionam o motor de uma bicicleta elétrica a velocidades de até 25km/h, com 5 opções de potência. A bicicleta pode atingir velocidades maiores com a impulsão humana nos pedais.

O motor é ativado com o movimento dos pedais, e impulsiona a roda da frente da bicicleta, auxiliando o ciclista durante a pedalada. Caso a carga da bateria acabe, ou o ciclista desligue o sistema, a bicicleta elétrica pode ser usada como uma simples bike de passeio.

A economia é clara. Vamos supor um ciclista de 70 kgs, pedalando por um terreno plano usando a potência média de sua bicicleta elétrica. Ele terá uma autonomia de 50km, por um valor de R$ 0,56 gastos com a energia da recarga. Para percorrer a mesma distância de carro, seriam gastos em média R$ 28,00. Estes valores são relativos ao mercado na cidade de São Paulo, mas a diferença é enorme sob qualquer ponto de vista. Isso sem contar a diferença nos gastos com manutenção.

Praticidade

Não é difícil achar pessoas que comparem as bikes elétricas a pequenas motos, tanto em peso como em praticidade. No entanto, as bicicletas elétricas pesadas e desengonçadas ficaram no passado.

Existem no mercado, bikes que combinam agilidade com praticidade e beleza. Para os que que não possuem espaço, uma bicicleta elétrica dobrável pode ser uma ótima opção. Modelos como este são fáceis de dobrar e desdobrar, e se encaixam em qualquer lugar.

A existência de seguros para bicicletas elétricas também facilitam a vida de quem pedala na cidade. Protegidos contra furto qualificado, assalto, acidentes com o veículo transportador, entre outras coberturas, os ciclistas ganharam a tranquilidade para pedalar pelos trajetos diários.

A facilidade para manejar e se deslocar, aliado aos benefícios em relação a outras formas de transporte, promovem a bicicleta elétrica como uma opção revolucionária para o transporte urbano. Com o desenvolvimento de novas tecnologias e incentivo ao uso das bikes, os ciclistas só têm a ganhar, bem como a cidade e seus cidadãos.

Fique ligado no blog da Veloseguro.com, e confira mais matérias sobre o mundo das bikes!

Empresa de comida fit aposta em e-commerce para faturar 10 vezes mais

“Queremos um aplicativo que não seja meramente a reprodução do e-commerce, mas uma ferramenta para quem busca vida saudável e alimentação de qualidade”, conta Leandro Possacos fundador da Gym Chef Comida Fit

A consultoria Euromonitor colocou as bebidas e alimentos saudáveis como uma das grandes tendências de consumo para o futuro. Somente no Brasil, esse segmento movimentou o equivalente a 35 bilhões de dólares entre 2009 e 2014, o que faz do país o quarto maior mercado do mundo.

Um levantamento da Nielsen sobre hábitos de alimentação ao redor do mundo identificou que 50% das pessoas querem perder peso, e a principal forma é por meio da alimentação. E mais: 88% delas estão dispostas a pagar mais por isso.

Uma pesquisa deste ano da Associação Brasileira de Franchising feita com franquias de alimentação em 11 segmentos de culinária mostrou que os estabelecimentos de apelo saudável tiveram o maior crescimento no faturamento em 2015 e o segundo maior ticket médio. Já os que vendem comidas típicas de fast food, como hambúrgueres e sanduíches, performaram entre as piores posições nos dois indicadores.

Quando o empresário Leandro Possacos decidiu criar o e-commerce Gym Chef Comida Fit – empresa de alimentos saudáveis para dietas de emagrecimento – ele nem imaginava que estava entrando num dos mais lucrativos mercados brasileiros. Isso porque, além de atuar no setor de alimentos saudáveis que cresce ano após ano no país, mesmo em um cenário de crise, a Gym Chef também compete no concorrido mercado de entregas de comida fit congelada a domicílio, (entregas com dias e horários agendados previamente) que apenas nos EUA é responsável por movimentar 70 bilhões de dólares por ano, segundo dados do banco Citibank.

Essa “dupla atuação” da empresa possibilita que ela tenha um modelo de negócio capaz de enfrentar momentos de retração da economia e, ao mesmo tempo, crescer em ritmo acelerado. Em 2016, por exemplo, já faturou dez vezes mais do que em 2015. E existe mais de uma razão para esse sucesso.

A consequência dessa experiência é que a empresa agora desenvolve um aplicativo próprio para fortalecer o seu negócio. Essa, aliás, é outra grande tendência do setor. Nos Estados Unidos, apenas 4% das vendas de delivery são feitas por aplicativos.

“Queremos um aplicativo que não seja meramente a reprodução do e-commerce, mas uma ferramenta para quem busca vida saudável e alimentação de qualidade”, conta Leandro Possacos da Gym Chef Comida Fit

Todo o cardápio é vendido pelo site, e os programas de emagrecimento são elaborados por nutricionistas para durarem até 20 dias. As refeições são entregues congeladas, e a empresa investiu em um inteligente esquema de logística para atender uma área maior do que a dos concorrentes. Mas não é somente esse o motivo que explica o crescimento da Gym Chef.

Um dos segredos da companhia é o investimento que ela faz na internet, principal canal de comunicação com seus clientes. Além de uma plataforma de e-commerce e anúncios no Google e no Facebook, ela aposta no relacionamento.

“Além da capital e da Grande SP, temos estrutura para entregar em municípios do litoral e do interior”, destaca o fundador da Gym Chef Comida Fit

Gym Chef Comida Fit

Mercado de bebidas energéticas projeta crescimento de até 15% para os próximos anos

Considerado um dos maiores do mundo, o mercado brasileiro de bebidas energéticas movimenta cerca de R$ 1,5 bilhões por ano. Apenas em 2015, estima-se que foram consumidas no país mais de 390 milhões de latas e, de acordo com pesquisas especializadas, o brasileiro quer mais.

Dados da consultoria Euromonitor revelam que a categoria de energéticos é a que mais cresce no setor. Enquanto o mercado de bebidas não alcoólicas cresceu globalmente na faixa dos 4% nos últimos cinco anos, as bebidas energéticas apresentaram taxa média de 13%, com destaque para os países emergentes.

“As empresas de bebidas energéticas veem a China e o Brasil como mercados-chave para o futuro", afirma a relatório da Euromonitor, que ainda destaca o aumento de 9% nas vendas de energéticos no Brasil no ano passado. A previsão de especialistas, porém, é de que há potencial para um crescimento de até 15% nos próximos anos.

No Brasil as principais marcas que comercializam energéticos no país, associam o seu consumo à noite, baladas, festas e na maioria das vezes, combinados com bebidas alcoólicas, mas há também a disseminação do consumo ligado aos esportes radicais. A nova geração saúde e o apelo cada vez mais forte pela vida saudável, tem provocado uma mudança comportamental na sociedade em geral, por isso, a emergência de produtos saudáveis tem sido cada vez mais constante neste novo mercado.

Nos últimos anos, houve uma corrida dos energéticos e uma disputa pela conquista de uma parte deste novo e promissor mercado, então grandes marcas lançaram bebidas em geral com zero açúcar. A Coca-Cola, por exemplo, lançou recentemente a “Coca Verde”, que promete 50% menos de açúcares e é adoçada com stevia, um adoçante de origem natural. Contudo, a quantidade maior de sódio e o sabor pouco similar ao da versão original foram alvos de críticas em testes feitos com consumidores.

O próprio relatório da Euromonitor aponta para uma tendência das novas gerações de consumidores demonstrarem cada vez mais preocupação com a saúde, o que tem provocado uma mudança comportamental não apenas no mercado de energéticos, mas no segmento de bebidas em geral, com a emergência de produtos mais saudáveis.

Diante deste cenário, surge um novo conceito de bebida energética no Brasil: o Life Booster Energy Drink que é uma verdadeira inovação no mercado de energéticos do país; possui uma tabela nutricional inovadora com 0% açúcares, 0% gorduras, 0% carboidratos, 0% calorias, baixo teor de sódio (13mg) além de um sabor incomparável.

O life ultra zero é a primeira bebida energética funcional focada em saúde, é um produto premium que acelera o metabolismo, e tem função diurética. Por causa dessa combinação, seu consumo é recomendado até mesmo para diabéticos, explica a fabricante.

“É esperado que as fabricantes de bebidas energéticas comecem a lançar variações mais naturais, com pouca ou nenhuma caloria e menores quantidades de cafeína para atender às novas exigências dos consumidores e dos órgãos de regulamentação", ressalta a relatório Euromonitor.
Distribuição

Por se tratar de uma bebida premium, a Life Booster Energy Drink adotou uma estratégia diferente para a introduzir o Ultra Life Zero no concorrido mercado de energéticos: enquanto a maioria das marcas opta por associar seus produtos à noite, o novo energético é focado no dia, no cotidiano das pessoas, mirando consumidores que frequentam academias e procuram um estilo de vida mais saudável.

Uma pesquisa da consultoria internacional Mintel, feita com consumidores europeus, revelou que 41% deles estão dispostos a pagar mais por energéticos mais saudáveis. Mais do que isso, de acordo com os dados da empresa, 24% dos energéticos lançados no velho continente em 2014 afirmavam ser naturais. Em 2012, esse número era de apenas 17%, o que sinaliza para uma nova tendência no setor, liderada no Brasil pela Life Booster Energy Drink.

Distribuição

Lançado em setembro do ano passado, o Life Ultra Zero já está disponível nas gôndolas de grandes redes de hipermercados, como Extra e Pão de Açúcar. Além disso, por ter um viés funcional, que ajuda na aceleração do metabolismo, ele também é vendido em lojas de suplementos, para atrair a atenção dos adeptos de atividades físicas.

Contudo, uma das grandes inovações na comercialização do produto é que a fabricante decidiu vendê-lo também pela internet, em uma plataforma de e-commerce exclusiva, o que é uma novidade no mercado, já que nenhum outro energético vendido no Brasil possui loja virtual própria.

“Essa facilidade faz parte de um novo modelo de negócio e de uma estratégia arrojada de inserção do nosso produto”, diz Rossetti. Ele destaca ainda que o novo energético possui todas as certificações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A fórmula exclusiva do Ultra Life Zero foi desenvolvida pelo próprio CEO, que há mais de 19 anos atua no mercado de bebidas energéticas do Brasil, com passagem pelos principais players do setor. O design e toda a concepção do produto também foram acompanhados de perto pelo executivo.

“Criar o Ultra Life Zero foi um grande desafio, mas o resultado foi surpreendente. Conseguimos uma combinação que concilia zero açúcar com um sabor incomparável. Não é um energético como os outros, mas sim uma bebida funcional ultra zero, focada na saúde das pessoas. Na verdade, trata-se de um novo conceito de bebida energética que já começa a ser tendência para o resto do mundo”, afirma Rossetti.

Com o slogan: "Boost your life!" (Impulsione sua vida) o "energético saúde" possui uma identidade visual inovadora com embalagem e design arrojado. Os embaixadores da marca no Brasil são a modelo Juju Salimeni e o atleta Felipe Franco (IFBB Pro), duas referências no mercado fitness brasileiro.

Com apoio do empresário Guilherme Rocha, Rildo deu início ao projeto, logo depois, fechou parceria também com o empresário Maurício Vaz, que o ajudou a fechar com um poderoso grupo de investidores internacionais liderado pelo renomado empresário Samir A Jaber que está investindo pesado e apostando no sucesso da marca não apenas no mercado nacional, como também no internacional.

Segundo o CEO da Life Booster Energy Drink, o desempenho das vendas no Brasil superou todas as expectativas, e embora ele não revele números, devido à boa aceitação do produto no mercado, ainda este ano, o novo energético será comercializado nos Estados Unidos, China, Emirados Árabes, Líbano, Paraguai, Argentina, Colômbia e Panamá.

Site: www.lifeboosterenergydrink.com.br
Loja Virtual: www.lifeultrazero.com.br