‘Não conseguimos ainda encontrar um padrão’, diz Cavalo sobre Oeste

​Treinador se reuniu com diretoria na quarta-feira (1º) e clube busca três reforços para fechar o elenco

Foto: Flavio Costa

O retorno de Roberto Cavalo ao Oeste não trouxe mudanças em termos de resultado para a equipe de Barueri. Após a derrota para o Rio Claro, nesta quarta-feira (1º), na Arena, o treinador admitiu que o grupo ainda não conseguiu criar um padrão de jogo e tem pecado na marcação.

Identificado com o Rubrão, Cavalo está em sua quarta passagem pelo clube e assumiu o trabalho iniciado por Vilson Tadei, demitido com uma derrota, uma vitória e três empates. A oscilação da equipe permaneceu após a troca, com um empate e uma derrota na Arena, duas vitórias fora, sendo uma pela Copa do Brasil. E a 15ª posição na tabela da Série A2 do Campeonato Paulista.

Confira a classificação

"A dificuldade que estamos tendo é inclusive pelas muitas mudanças de jogadores. Não conseguimos ainda encontrar um padrão, estamos pecando muito na marcação e os adversários estão vendo que temos essa dificuldade e estão crescendo até inclusive aqui dentro de casa", afirmou o treinador.

"Não tivemos uma vitória sequer dentro de Barueri. Isso nos incomoda, nos preocupa bastante, mas estamos na busca de encontrar melhores jogadores para as posições", ressaltou.

O clube já contratou mais quatro peças e tem três espaços para reforços. A diretoria estuda reforçar o ataque, com jogadores de velocidade, além do meio de campo ou a zaga. Contra o Rio Claro, por exemplo, a equipe criou poucas oportunidades com Robert e Raphael Luz recebendo poucas bolas do meio-campo, com atuação apagada de Mazinho. 

Cavalo montou uma equipe com três zagueiros, tentando ser cauteloso contra um dos líderes da competição. Mas não deu certo. A equipe sentiu o gol do Rio Claro no primeiro tempo e o time do interior matou o jogo num contra-ataque, após o Rubrão se abrir com as entradas de Erick e Tiago Adan.

"Agora a ideia é repensar inclusive no esquema, até porque não temos o time entrosado, alguns jogadores que chegaram e já entraram jogando estão com dificuldade de manter uma performance física melhor, então estamos arriscando com alguns jogadores, mas é trabalhar, treinar e buscar melhores resultados daqui para frente".

Apesar de estar na zona de rebaixamento, o treinador do Rubrão afirmou que ainda há tempo para reagir, mas admitiu que a situação ficou mais complicada. Hoje, o clube está seis pontos atrás do quarto colocado, Água Santa. Ainda restam 11 rodadas.

"A ideia é essa, mas vai ficando mais difícil porque estamos ficando para trás e os da ponta vão disparando. Quando você não ganha em casa, estaciona. A ideia é buscar ainda o acesso, por isso vamos atrás dessas contratações", conclui.

Related Posts

Já é registrado? Acesse sua conta.

Deixe o seu comentário

Terça, 22 Agosto 2017
 
Sem comentários ainda