O Esquadrão da Moda Desta Semana Vai Ajudar a Jogadora de Vôlei Fabiana Claudino a Marcar Pontos na Moda.

No dia-a-dia eu vou mais pelo básico, pois tenho medo de errar, meu guarda-roupa é praticamente branco e cinza

Fabiana Claudino tem 30 anos, bicampeã olímpica de vôlei, e representará o Brasil nas Olimpíadas 2016, mas no Esquadrão da Moda deste próximo sábado, dia 05 de Março, ela vai aprender com Isabella Fiorentino e Arlindo Grund como ser campeã em estilo. Ela é vaidosa e gosta de produzir, mas encontra dificuldades em conciliar sua altura de 1,94 com informação de moda. Sua amiga Ana Beatriz ressalta: “Nós chamamos muito atenção, então ela vive no básico para não dar margem para o erro. Acredito que ela poderia ousar muito mais por ser uma pessoa muito bonita”.

Isabella Fiorentino, junto com o Arlindo, concorda com a amiga Ana, e por isto aceitaram o desafio de enfatizar nos looks da Fabiana sua beleza exuberante e presença marcante. O primeiro passo para marcar ponto vai ser encontrar roupas no tamanho certo, pois apesar de adorar moda, seu guarda-roupas acabou definido por sua altura e como não consegue encontrar peças em seu tamanho, acaba perdendo a oportunidade de ousar. Fabi explica: “Onde eu vou, por onde passo todos ficam olhando minha altura, então, às vezes, procuro colocar uma roupa que vou me sentir bem. No dia-a-dia eu vou mais pelo básico, pois tenho medo de errar, meu guarda-roupa é praticamente branco e cinza”.

A proposta do Esquadrão da Moda, o maior programa de moda da TV aberta (SBT), há 8 anos sucesso de audiência, é mostrar que é possível usar as tendências a seu favor e também truques visuais para diminuir sua altura. Isabella e Arlindo vão montar o esquema tático ideal para colocar essa estrela do vôlei no caminho certo do estilo!

Não perca este episódio todo especial que vai ao ar neste sábado às 20:30, no SBT.

FACHA patrocina time de vôlei do Fluminense

"Essa ação também tem sinergia com o nosso curso de Gestão Desportiva. A poucos meses da realização dos Jogos Olímpicos em nossa cidade, não podemos admitir que o esporte fique tão fragilizado e que não receba o apoio de que precisa”, Márcia Alonso.

O mês de outubro é marcado por mais uma edição do Campeonato Estadual Adulto Feminino de Voleibol, que já tem a final agendada para o próximo dia 28. Mesmo sendo o maior vencedor da competição, com 26 vitórias no total, desde 1997 o Fluminense não se sagra campeão na categoria. Mas se depender do apoio do clube e do patrocinador, isso vai mudar.

“Decidimos patrocinar o time feminino adulto do Fluminense por acreditar que o esporte pode transformar vidas e contribuir para a educação e o desenvolvimento do país. Essa ação também tem sinergia com o nosso curso de Gestão Desportiva. A poucos meses da realização dos Jogos Olímpicos em nossa cidade, não podemos admitir que o esporte fique tão fragilizado e que não receba o apoio de que precisa”, Márcia Alonso, presidente das Faculdades Integradas Hélio Alonso.

Montar uma equipe feminina adulta era um desejo antigo da diretoria do vôlei tricolor. “Há tempos a equipe adulta era um desejo nosso. A equipe é entrosada e tem muita garra, com condições de chegar em disputas de alto rendimento. Vamos disputar o estadual com muito orgulho, sabendo que o trabalho está só começando”, Márcio Trindade, vice-presidente de Esporte Olímpico do Fluminense.

Na primeira fase, Fluminense, Botafogo e Tijuca Tênis Clube se enfrentam em turno único com os três melhores se classificando para as semifinais. O time Rio de Janeiro/Unilever disputa o torneio a partir das semifinais. Os dois melhores times fazem uma das semifinais. O terceiro colocado enfrentará o Unilever na outra chave.

A equipe patrocinada pela FACHA é comandada pelo técnico Hylmer Dias e conta com jogadoras do juvenil e atletas mais experientes, como Sylvia Campos, formada no Fluminense com diversos títulos em categorias de base pelo clube e pela seleção carioca, Natasha Valente, que atua no vôlei de praia e começou em Brasília, no Força Olímpica, depois passou pelo Pinheiros e Banespa e Arianne Tolentino, que começou no Mackenzie de Belo Horizonte, foi para o Minas ainda nas categorias de base e adulto, jogou no Boca Juniors e no Brusque.

Confira o elenco completo do Fluminense: 1- Sylvia Campos; 4- Arianne Tolentino; 5- Anny Caroliny; 6- Carol Won-Held; 7- Gabriella Dutra; 8- Hellen Menezes; 9- Carol Rossi; 10- Fernanda Venetillo; 11- Samantha Guzman; 12- Natasha Valente; 13- Julia Parada; 14- Mikaella Costa; 15- Raquel Buriti; 16- Julia Moura; 18- Giovanna Fant.

Seleções Brasileira e Alemã paralímpicas de voleibol sentado fazem amistoso em Santo André

Para os alunos será uma experiência única prestigiar um amistoso como esse, considerando a superação de suas limitações físicas

Nesta quinta-feira (27 de agosto) às 11h30, as seleções masculinas paralímpicas de voleibol sentado do Brasil e Alemanha participarão de um amistoso no Colégio Singular Santo André, localizado na rua Álvares de Azevedo, 222 – Centro. Os jogadores serão recepcionados pelo coordenador de Esportes e ex-jogador da Seleção Brasileira de Voleibol Décio Cattaruzzi.

O atual técnico da seleção brasileira Fernando Lages Guimarães é ex-aluno do Singular e na última edição dos jogos Parapan-Americanos, em Toronto, sua equipe foi tricampeã e garantiu o ouro em cima da equipe dos Estados Unidos, por 3 sets a 0. Vale lembrar que está foi a melhor participação do Brasil em jogos Parapan-Americanos, pois ficou em primeiro lugar no quadro geral, com um total de 257 medalhas.

Segundo Décio Cattaruzzi a torcida para o jogo será formada por 1,2 mil alunos e deverá ser um grande espetáculo já que a seleção alemã está entre as melhores do mundo e em 2012, nas Paralimpíadas de Londres garantiu o terceiro lugar. “Para os alunos será uma experiência única prestigiar um amistoso como esse, considerando a superação de suas limitações físicas”.

Jairzinho da Copa de 70 e Sandra Pires do Vôlei de Praia recebem homenagem no auditório da Unigranrio/Lapa

Jairzinho, o Furacão da Copa de 70, logo após a derrota da seleção para a Alemanha, no Rio de Janeiro: “Nesse time do Felipão, somente Neymar tem lugar. Nossa seleção é totalmente robotizada”.

Dia 10/6, a partir de 19 horas, Jairzinho o ‘Furacão da Copa de 70’ (auxiliar pontual de Dunga e) e Sandra Pires (Medalha de Ouro no Vôlei da Praia, que recentemente entrou para o Hall da Fama) serão homenageados durante a palestra “A arte de liderar e o desenvolvimento do potencial humano”, por Jarbas Mattos, diretor de Recursos Humanos dos Correios. Na ocasião, haverá o lançamento do workshop “O despertar de um líder”, por Nalbert, campeão olímpico de Vôlei de Praia; e Renata Bucair, empresária, coach e professora de extensão da Unigranrio.

Entre os mediadores desse painel, os organizadores foram buscar craques com muitos quilômetros rodados e muita experiência profissional, como Rosilene Ribeiro, diretora de Recursos Humanos da Unigranrio; Renata Bucair, Sérgio Hage, sócio da empresa RHage Consultoria – Soluções Humanas; Soraya Burgos, analista de RH Sr na Farmanguinhos/Fiocruz, e Artur Mariano (ex-lutador de MMA, atual presidente da Confederação Brasileira de Muay Thai e comentarista dos canais Combate e Sport TV.

Jairzinho, o Furacão da Copa de 70, logo após a derrota da seleção para a Alemanha, no Rio de Janeiro: “Nesse time do Felipão, somente Neymar tem lugar. Nossa seleção é totalmente robotizada”.

Jairzinho, que foi escolhido recentemente para ser auxiliar técnico da seleção brasileira para amistosos contra a França e Chile, fez duras críticas aos jogadores que enfrentaram Alemanha, no Brasil. “Nesse time do Felipão, só Neymar tem lugar fixo. Eu acho que nossos jogadores fazem um futebol robotizado, que tenta copiar o estilo dos europeus. O que falta para nossa seleção é jogar com arte, mas em conjunto. Na Copa de 70 nós protegíamos Pelé, para que ele pudesse mostrar aquele talento insuperável, mas havia muito jogo coletivo. Com isso, eu também consegui fazer um gol em cada jogo que disputamos”, disse Jairzinho.

Sandra Pires, do Vôlei da Praia, foi a primeira mulher brasileira a conquistar uma medalha de ouro olímpica.

Sandra Pires foi, ao lado da ex-parceira Jackie Silva, a primeira mulher brasileira a conquistar uma medalha de ouro olímpica. Elas subiram no topo do pódio nos Jogos de Atlanta, em 1996, ano de estreia do vôlei de praia no evento. Sandra conseguiu um bronze na edição seguinte, em Sydney. Sandra já foi considerada melhor jogadora de vôlei de praia do mundo por suas próprias adversárias. Hoje, dedica-se como técnica de equipes de alto nível, dividindo esse tempo com atividades em sua empresa de marketing esportivo.

Este evento na Unigranrio foi produzido pelo presidente do G10, Marcos Oliveira. Local: ocorrerá no auditório da Unigranrio, na Rua da Lapa, 86, 13º andar (ao lado da ACM), Centro do Rio. Entrada: um pacote de biscoito. A arrecadação será revertida para o Projeto Social Grael/www.projetograel.org.br.

Lupo Sport fecha patrocínio com Paula Pequeno do vôlei - atleta estreia hoje faixa Lupo Sport

a ideia foi aproveitar o hábito da Paula Pequeno de usar faixa na cabeça para associar a marca Lupo Sport a esta conceituada atleta.


A Lupo Sport, marca esportiva da Lupo, fechou patrocínio com a atleta de voleibol Paula Pequeno, uma das principais jogadoras do Brasil e do Mundo, atualmente jogando no Brasília Vôlei. Até junho de 2015, a atleta, bicampeã olímpica e eleita duas vezes a melhor jogadora do mundo, usará na cabeça a faixa Lupo Sport durante todos os jogos da equipe do Brasília.

A estreia do patrocínio Lupo Sport será hoje, às 19h30, no jogo do time de Brasília contra o Pinheiros, que será realizado em São Paulo, terceiro jogo da Superliga Nacional de Vôlei onde o Brasília Vôlei segue invicto. Segundo Marco Clerice, analista de futebol da Lupo Sport, a ideia foi aproveitar o hábito da Paula Pequeno de usar faixa na cabeça para associar a marca Lupo Sport a esta conceituada atleta.

A Lupo Sport já é fornecedora de material esportivo do Brasília Vôlei desde outubro passado. A marca está vestindo todas as categorias do time feminino, desde a adulta até as de base.”

Informações à imprensa com Marilda de Carvalho Martins
Fones: 11 – 5041-3074/9-9978-2900