Em busca da recuperação, Osasco encara líder invicto da Superliga

Clube desafia Praia Clube em seu maior teste até aqui na Superliga

Foto: João Pires/Fotojump

Após perder em casa de virada para o Camponesa Minas, o Vôlei Nestlé Osasco terá seu duelo mais complicado até aqui na Superliga Feminina. O time enfrenta o líder Praia Clube nesta sexta-feira (24), às 21h30, em Uberlândia, em busca da reabilitação na Superliga 2017/18. As mineiras estão invictas e não perderam nenhum set até no torneio.

Terceiro colocado na Superliga, com seis vitórias e dois resultados negativos, o Vôlei Nestlé adotou o discurso de respeito contra as rivais, em um duelo entre o melhor ataque e a melhor defesa da Superliga. "O Praia faz um início de campeonato muito bom, mas treinamos bastante e estudamos o jogo delas para entrar em quadra a fim de lutar pelos três pontos", afirma a líbero Tássia, que não jogou contra o Minas em função de uma lesão nas costas.

P time de Osasco marcou 799 pontos, comprovando ser a força ofensiva nesta temporada, enquanto a equipe mineira deixou a bola cair em sua quadra 409 vezes e ainda não perdeu nenhum set até agora.

O técnico Luizomar de Moura intensificou os treinos durante a semana com o objetivo de melhorar o padrão de jogo do seu time. Após a derrota, o treinador revelou preocupação com as viradas que o clube sofreu. 

"Sabíamos que seria um início de Superliga complicado, pois temos um grupo renovado e que está se entrosando durante a competição. Seguimos construindo nossa linha de passe, relação bloqueio e defesa, entre outros fundamentos. Mas temos apresentado irregularidades durante as partidas e trabalhamos bastante para ajustar também esse ponto", analisa o treinador.

O retrospecto recente é favorável ao Vôlei Nestlé. Os dois times se enfrentaram no playoff semifinal da Superliga da temporada passada e a equipe de Osasco garantiu vaga na decisão após fechar a série melhor de cinco partidas com placar de 3 a 0. O último duelo entre Vôlei Nestlé e Praia Clube foi dia 4 de abril deste ano, quando Tandara (maior pontuadora com 27 acertos) comandou a vitória por 3 sets a 1, parciais de 25/18, 23/25, 26/24 e 25/11, diante de 4 mil pessoas que lotaram o ginásio José Liberatti.

Sem Felipe Alves, Audax deve apostar em antigos 'p...
Audax fará primeiro clássico contra o Oeste em mar...