Em jogaço, Brasil perde para a França na final da Liga Mundial

As quase 23.200 pessoas que encheram o Estádio Atlético Paranaense, em Curitiba (PR), na noite deste sábado (8) podem não ter comemorado o título, mas tiveram emoção de sobra diante de uma final extremamente disputada, equilibrada e com grandes lances. 

No final, melhor para a França, que venceu o Brasil somente no set desempate, por 3 sets a 2, com parciais de 21/25, 25/15, 25/23, 19/25 e 15/13 depois de 2h04 de partida. O Canadá bateu os Estados Unidos por 3 sets a 1 e ficou com a medalha de bronze.

O oposto Wallace e o ponteiro Lucarelli dividiram o posto de maiores pontuadores da seleção brasileira, com 22 acertos cada um. O ponteiro francês Ngapeth foi quem mais pontuou na partida, com 29 pontos.

Wallace destacou o bom desempenho do adversário na noite deste sábado. "Fizemos grandes partidas e soubemos lidar com cada situação adversa. Hoje não foi diferente. Não dá para tirar os méritos da França. Eles jogaram muito bem. Agora é seguir em frente, com o mesmo orgulho de representar a seleção brasileira", disse o oposto da seleção braisleira.

Logo após a partida, o central Lucão analisou a partida. "Perder sempre é ruim, mas foi uma bela campanha da seleção brasileira e hoje um grande jogo de voleibol. Tivemos nossas chances tanto no terceiro set, como no tie-break, mas temos que lembrar que eles têm uma grande equipe também. Acredito que esse ciclo que se inicia agora vai ter Brasil e França brigando sempre em finais", opinou Lucão.

O técnico Renan também fez elogios a grande final disputada no Estádio Atlético Paranaense. "Foi um jogo espetacular. Eles defenderam muito bem, nos colocaram em muita dificuldade e nós sabíamos que seria assim, um jogo decidido lá em cima, no detalhe. Queria muito agradecer a cada um desses jogadores. Todos se entregaram ao máximo, lutaram e o placar de hoje mostra o nível da competição", disse Renan.

O Brasil encerrou a Liga Mundial com nove vitórias em 13 jogos disputados. Mesmo com o resultado negativo nesta final, a seleção brasileira segue como a maior vencedora da Liga Mundial, com nove títulos, conquistados em 1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2010.

Melhores da competição

Dois brasileiros estiveram na seleção do campeonato: o ponteiro Lucarelli e o oposto Wallace. Os melhores da Liga Mundial ainda foram o levantador Toniutti, da França, o outro ponteiro foi o francês Ngapeth, os centrais foram Le Roux, também da França, e Graham Vigrass, do Canadá, e o líbero foi o canadense Blair Bann.

Lars Grael e Samuel Gonçalves conquistam prata em ...
Corinthians Audax bate Rio Preto e fará final hist...